Todos podem ser infectados com hepatite C. Muitas pessoas vivem com essa doença há muitos anos e nem percebem que possuem um mecanismo interno que, mais cedo ou mais tarde, levará a tristes conseqüências. Essas pessoas infectam ativamente outras e as taxas de morbidade aumentam continuamente. Para reduzir esses indicadores, todos devem tomar a regra de fazer periodicamente uma análise para a hepatite C, especialmente se ele estiver em risco.

Breve informação sobre a doença

O vírus da hepatite C (HCV) contém uma molécula de RNA,carregando informação genética e proteínas especiais interagindo com o corpo humano. Transmite-se principalmente através do caminho sexual e através do sangue. Em alguns casos, um caminho de transmissão vertical (isto é, de mãe para filho) é possível.

RNA do vírus da hepatite C

Penetrando no corpo, ele se instala em várias células do sangue (neutrófilos, monócitos, linfócitos) e fígado (hepatócitos).

A insídia da infecção está na ausência de sintomas da fase aguda. Imediatamente passa em um crônico assintomático e lentamente percebe o seu efeito destrutivo.

Consequências

Desde o início da penetração no corpo do vírus RNAhepatite C antes do aparecimento dos primeiros sintomas pode continuar por muitos anos, às vezes 15-20 anos ou mais. O surgimento de queixas é típico da forma avançada da hepatite C, quando o fígado já está significativamente afetado. A maioria desses pacientes é diagnosticada com as seguintes patologias hepáticas:

  • cirrose;
  • necrose;
  • cistos benignos;
  • oncologia.

Antes do desenvolvimento de complicações, o paciente pode notar um ligeiro mal-estar, que geralmente não é apreciado.

Quem está sendo analisado

Uma análise para o RNA do vírus da hepatite C é mostrada para pessoas que são mais propensas a infecções. Este grupo inclui:

  • toxicodependentes;
  • pessoas que têm uma vida sexual promíscua;
  • todos os que praticam relações sexuais desprotegidas, especialmente com um novo parceiro;
  • Fãs de tatuagens, piercings, salões de beleza (cabeleireiros);
  • pessoas que foram submetidas a intervenções cirúrgicas (incluindo parto, patologia dentária);
  • mães de crianças nascidas antes de 1990 (o fato é que, naquela época, a doença ainda não havia sido detectada; assim, quando transfundidas, essas mulheres estavam infectadas com a infecção);
  • filhos de mães doentes;
  • parentes e parceiros sexuais dos infectados;
  • pacientes com doenças hepáticas crônicas de natureza desconhecida.

RNA de vírus da hepatite C quantitativa

A lista é bastante extensa, então poucos podem dizer com certeza que o risco de infecção é zero.

Testes em casa

Muitos gostariam de ser testado para determinação de RNA de HCV, mas não vão ao médico por causa da vergonha, falta de tempo, não gosta de hospitais e assim por diante. N.

Resolver o problema ajudará no diagnóstico simples usando um teste rápido especial (ELISA). Neste caso, é utilizado um método qualitativo, que determina apenas o fato da presença de anticorpos para o vírus.

Atua sobre o princípio do teste para determinar a gravidez, mas como o material de teste exigirá sangue:

  1. Em um conjunto com uma tira de plástico (um monitor para avaliar o resultado), há uma lanceta especial, perfurando um dedo com um único clique no botão.
  2. Com a ajuda da pipeta, o sangue é colocado em um compartimento especial e, após 10-15 minutos, a resposta pode ser avaliada.
  3. Duas barras indicam um resultado positivo,um - sobre o negativo. O aparecimento de um segundo ponto pálido na área de teste indica a presença da doença, mas a concentração de anticorpos no sangue é muito pequena.

Se a doença foi identificada, você precisa ir ao médico para uma análise mais aprofundada.

Princípios básicos de detecção de RNA do vírus da hepatite C

Com esses resultados, é necessário consultar um especialista em doenças infecciosas e um hepatologista que irá prescrever estudos adicionais.

Análise de RNA da hepatite C

O principal na realização de análises posteriores -identificar qual genótipo carrega a hepatite detectada e determinar sua quantidade no sangue. O tratamento adicional dependerá dos dados obtidos, uma vez que todas as espécies são diferentes entre si e podem reagir de maneira diferente às drogas. Além disso, os microrganismos são capazes de mascarar habilmente.

Tipos de pesquisa

No diagnóstico do HCV, um dos seguintes métodos é usado:

  1. PCR. Neste caso, estamos falando sobre o material genético do patógeno.
  2. Análise Quantitativa do RNA da Hepatite C(r-DNK, TMA). Esta análise é realizada após a confirmação da presença do patógeno no corpo. É também chamado de carga viral. Permite identificar o número de representantes causadores de doenças em 1 ml de sangue. A partir destes indicadores depende da duração do tratamento e do grau de infecciosidade do paciente. O R-DNK realiza testes na faixa de mais de 500 ME e TMA em 5-10 ME. Ambos os métodos são simples e baratos.
  3. Genotipagem É executado em último lugar e permite esclarecer a que espécie a doença identificada pertence.

Avaliação de resultados

Se a análise de RNA do vírus da hepatite Cresultados positivos por PCR e ELISA, o diagnóstico é confirmado. No entanto, um resultado negativo não garante a ausência de infecção. Infelizmente, isso acontece com frequência, porque reagentes com sensibilidade diferente podem ser usados ​​no processo.

RNA do vírus da hepatite C não detectado

Muitos estão interessados ​​no que significa "vírus RNAA hepatite C não é detectada. "Este indicador pode de fato indicar ausência da doença ou sua baixa concentração. Por exemplo, PCR 200 ME / ML dará um resultado falso se o paciente tiver um pequeno número de cópias virais. Isso pode acontecer durante uma infecção recente ou durante o tratamento .

Muitas vezes o paciente não precisa possuir tais informações, uma vez que esses pontos devem ser levados em consideração pelo médico assistente.

Detecção do RNA do vírus da hepatite C empesquisa quantitativa de 400 000 ME e mais diz que o vírus não está apenas presente no sangue, mas também reproduz ativamente, enquanto infecta outras pessoas. Se o número for próximo a 800.000, isso indica uma fase aguda e dano ativo às células do fígado.

Embora aqui as opiniões de especialistas divirjam. Alguns deles afirmam que não há relação com a taxa de progressão da doença e com o número de cópias do vírus.

Esses pacientes devem ter um cuidado especial na comunicação com seus entes queridos.

Exame adicional

Depois de determinar o RNA do vírus da hepatite C, outros estudos podem ser atribuídos ao paciente, incluindo:

  • detecção de hepatite B;
  • análise geral de sangue e urina;
  • bioquímica;
  • Ultrassonografia dos órgãos abdominais;
  • Ressonância magnética ou tomografia computadorizada do fígado (de acordo com as indicações).

Depois de receber todas as informações necessárias ao médico examina cuidadosamente os resultados, o estado de saúde do paciente, e em seguida, seleciona esquema de tratamento individual para ele.

Com a detecção oportuna, o dano hepático geralmente está ausente.

Métodos e termos terapêuticos

A duração do tratamento depende do genótipo. Até o momento, 11 espécies são conhecidas, das quais 6 são as mais comuns. Na Rússia, o tipo mais comum 1, 2, 3.

Há alguns anos, a hepatite C fazia parte do grupo.doenças incuráveis. Terapia, realizada principalmente com interferons, poderia melhorar significativamente a condição do paciente, mas não curá-lo completamente.

O que o RNA da Hepatite C significa

Um avanço no tratamento da doença foi o medicamento Sofosbuvir, que apareceu em farmácias sob um nome comercial diferente Sovaldi. Até à data, existem vários análogos de meios eficazes:

  • "Viropack";
  • "Gratiziano";
  • "Hepinato";
  • "Gopetavir".

Muitas vezes eles são bem tolerados pelos pacientes, mas em alguns casos são observados:

  • dor de cabeça;
  • náusea;
  • insônia;
  • perda de apetite;
  • convulsões;
  • enxaquecas;
  • depressão;
  • sensação de boca seca;
  • dor no peito;
  • perda de cabelo.

A única desvantagem de tal tratamento é extremamentealto custo (em média 10 000-12000 r.p. por pacote), que, dependendo da medicação escolhida, pode variar para cima ou para baixo.

Reexame

Após o término do tratamento, que dura de 12 a 24 semanas, o paciente será encaminhado para reanálise da presença de RNA viral no sangue.

Nesse caso, você precisará aplicar o método comlimiar mínimo de sensibilidade, uma vez que após a exposição aos fármacos a concentração de HCV pode ser insignificante. Nesse caso, o tratamento precisará continuar.

Determinação do RNA do Vírus da Hepatite C

Um resultado negativo é a ausênciaVírus da hepatite C quando o RNA não é detectado. Esse estudo precisará ser realizado várias vezes (em intervalos curtos) para garantir que o tratamento seja bem-sucedido.

Prevenção

Qualquer pessoa que tenha passado por um tratamento longo e caro contra a hepatite C deve lembrar-se de que o corpo não desenvolve imunidade a ela, portanto a re-infecção é possível.

Esta doença é mais fácil prevenir do que curar. Proteger-se totalmente de possíveis perigos não funcionará, mas para não perguntar depois o que significa "ARN do vírus da hepatite C é detectado", você deve observar as seguintes precauções:

  • não use outros itens de higiene pessoal (lâminas de barbear, tesouras, fio dental);
  • evitar sexo desprotegido;
  • cursar odontologia, salões (beleza, tatuagens, etc.) somente com boa reputação;
  • cobrir todas as lesões da pele com um penso ou ligadura;
  • sempre que possível, evite contato com os infectados.

Previsão

Quanto mais cedo a doença for identificada, mais eficaz será o tratamento. Normalmente, na ausência de danos aos órgãos internos, a hepatite C pode ser curada completamente e sem consequências.

Se a hepatite C não for tratada, mais cedo ou mais tarde ela levará a cirrose ou câncer de fígado. Isso pode acontecer até 30 a 40 anos depois de ser infectado por um vírus.

O que o RNA da Hepatite C Revela

Cirrose causada por hepatite Cé uma doença crônica incurável. Nos estágios iniciais, seu curso pode ser desacelerado, em um caso negligenciado, apenas um transplante de fígado pode salvar uma pessoa.

Tendo aprendido sobre um resultado positivo para a hepatite C, nãoprecisa entrar em pânico imediatamente. Primeiro você precisa verificar a condição do seu fígado e começar a combater infecções e comorbidades. O tratamento é longo e caro, mas dá ao paciente a chance de uma vida longa e saudável.